Sustentavel Mente

Porque nossas escolhas podem mudar o mundo!

Pilhas e Baterias 27/10/2010

Hoje o Jornal Vanguarda TV 1ª Edição exibiu uma reportagem sobre os pontos de coleta de pilhas e baterias em São José dos Campos, para assistir ao vídeo, acesse o site VNews: http://migre.me/1Oear

Clicando sobre a SustentavelTag “Reciclagem” ao lado do post, você encontra mais dicas de pontos de coletas deste material!

 

Doe seus óculos para quem precisa! 14/10/2010

Este post é para você que usa óculos, que tal doar os velhos pares a quem precisa?

Afinal, de vez em quando, por um motivo ou outro eles tem que ser trocados, certo?! E em muitos casos os companheiros do dia-a-dia, vão parar no fundo das gavetas ou em lugar pior: o lixo, onde perdem completamente sua utilidade…

No Brasil (e no mundo) existem milhares de pessoas que precisam de óculos para enxergar melhor o mundo, mas não tem a menor condição de comprá-los, já que o custo é muito alto (você sabe bem disso, não é?!). Quantas crianças apresentam dificuldade em aprender a ler, simplesmente porque precisam de óculos e não tem…

Permita que os velhos óculos continuem sua missão de ajudar mais gente a enxergar o mundo com nitidez! Em São José dos Campos, leve seus óculos até a ProVisão, lá eles serão encaminhados a quem irá fazer bom uso deles:

Hospital Pró-Visão

PABX (12) 3919-3200

Av. Andrômeda, 3061 – Bosque dos Eucaliptos São José dos Campos – SP – Cep 12222-222

E-mail: adm@hospitalprovisao.org.br

Saiba mais sobre a Pró Visão: http://www.hospitalprovisao.org.br/default.asp

 

8ª Ecoadventur 16/09/2010

 A partir deste sábado (18/09) o CenterVale Shopping sediará a 8ª edição do Ecoadventur, cujo enfoque deste ano ano será “A Região Metropolitana do Vale do Paraíba” e o tema geral: “Pense globalmente, aja regionalmente!”

 Até o dia 26 de setembro, haverá palestras com especialistas, exposição fotográfica, apresentações de vídeos sócio-ambientais e oficinas de Educomunicação e turismo ativo na natureza. Além da exposição de projetos socioambientais desenvolvidos por empresas, prestadores de serviços, agências de turismo, organizações não governamentais e afins.

 Entrada, Atrações e Palestras gratuitas!

 Para participar das palestras e oficinas é preciso se inscrever com antecedência, já que o número de vagas é limitado. Acesse o site www.ecoadventur.com.br para conferir a programação e realizar sua inscrição!

***

Sobre o Ecoadventur

É uma grande feira que tem como prioridade difundir a importância do desenvolvimento sustentável de uma determinada região. Isto se dá por meio de um conjunto homogêneo de atividades de educação e de lazer que visam estimular a preservação do meio ambiente, difundir a responsabilidade socioambiental e promover o ecoturismo e o turismo ativo na natureza, inclusive o de aventura, como atividades geradoras de renda e com baixo impacto ambiental.

ECOADVENTUR “Região Metropolitana do Vale do Paraíba/2010”

De 18 a 26 de Setembro, no CenterVale Shopping

São José dos Campos/SP

Informações gerais: www.ecoadventur.com.br ou www.centervale.com.br

Realização: Instituto Onda Verde com administração e marketing da CBCavalcanti.

Patrocínio master: CenterVale Shopping.

 Apoios:

Associação Comercial e Industrial de São José dos Campos.

VNews da Rede Vanguarda de Televisão.

 Parcerias:

Opção Montagens & Eventos.

Colégio Anglo de São José.

ControlPrint.

Grupo Ancoradouro.

Hidrogás.  

Assessoria de imprensa:

Bruna Vieira (Agência Ecoadventur de Notícias ) 12- 3887.3418 ou  9141.4303

Renata Vanzeli (CenterVale Shopping) – 12- 3924-3025 (das 10h às 17h)

 

O que fazer com o lixo eletrônico? 03/09/2010

O  lixo eletrônico por conter substâncias tóxicas deve ser descartado adequadamente para evitar a contaminação do solo e da água. Esse tipo de resíduo exige cuidados especiais tanto do cidadão, quanto do poder público e dos fabricantes.

Se você tem dúvidas sobre o que fazer com o lixo eletrônico ou mesmo se o seu lixo é eletrônico, sugiro que ligue para  (12) 3944-1000.

 Este é o número da coleta municipal de resíduos eletrônicos de São José dos Campos.

 Além de esclarecer todas as dúvidas sobre lixo eletrônico, uma unidade móvel poderá ser enviada a sua residência para recolher monitores, teclados, CPU’s, mouses, televisores, impressoras, etc. e encaminhá-los para descontaminação.

 atenção! Ligue e informe-se sobre qual destinação deve ser dada para cada item eletrônico que você precisa descartar!

 De acordo com o site da URBAM (Urbanizadora Municipal de São José dos Campos), responsável pela coleta, o munícipio já recolheu 57 toneladas de lixo eletrônico. Acesse www.urbam.com.br para mais informações.

Lembre-se:

Somos todos responsáveis pelo próprio lixo,

seja ele orgânico, reciclável ou eletrônico!

Faça sua parte!

Para saber mais sobre o lixo eletrônico no Brasil e no mundo: www.lixoeletronico.org

 

Descarte de lâmpadas 24/08/2010

 Ao falar sobre lixo, uma das perguntas que eu mais ouço é: – Como e onde descartar as lâmpadas?

E ao responder que aqui em São José dos Campos existem os PEV’s – Postos de Entrega Voluntária, vem o seguinte comentário: – Mas eles ficam muito longe; não tem um lugar mais central?

 Até a semana passada eu respondia que infelizmente não, mas que poderiam deixar as lâmpadas comigo e eu me encarregaria do descarte.

 E assim, durante um tempo fui coletando lâmpadas. Apesar da minha boa vontade, eu ainda não havia tido tempo de ir ao PEV mais próximo fazer a entrega. E os PEV’s recebem uma quantidade limitada de cada material por habitante, para caracterizar como descarte doméstico. Meu limite já estava ultrapassado e teria que fazer mais de uma viagem até lá.

Qual não foi minha alegria ao descobrir, por acaso, que a Leroy Merlin recolhe este tipo de resíduo! Finalmente, um lugar de fácil acesso para os meus queridos amigos-leitores do blog e todas as pessoas conscientes que desejam fazer sua parte para a preservar este lindo planeta, descartando corretamente as lâmpadas consumidas! Além de vidro, plástico e papel. Acho importante destacar que o ponto de coleta fica no estacionamento, ao lado da entrada da loja, não é preciso consumir produtos, nem entrar no estabelecimento.

 A loja da Leroy Merlin está localizada na Av. Andrômeda, 100 – Jardim Satélite – São José dos Campos. Em frente ao Vale Sul Shopping e ao lado da Rodovia Presidente Dutra – sentido Rio de Janeiro. Confira o mapa aqui http://migre.me/174kR

 A rede tem um programa de sustentabilidade “Construir e Sustentar”, para implementar ações de responsabilidade ambiental e social, faz ações beneficientes, oferece eco produtos em suas lojas e conta com a primeira loja de varejo brasileira a receber a certificação AQUA (Alta Qualidade Ambiental): a loja de Niterói. Saiba mais: www.leroymerlin.com.br

PEV’sPostos de Entrega Voluntária da Prefeitura Municipal de São José dos Campos:

  • Campo dos Alemães – Avenida dos Evangélicos, 601 (defronte ao Parque Senhorinha)
  • Galo Branco (Eugênio de Melo) – Avenida Benedito Luiz de Medeiros, 801 (atrás da escola estadual)
  • Parque Interlagos – Rua Ubirajara Raimundo de Souza, 21 (saída sentido Campo dos Alemães)
  • Conjunto 31 de Março – Rua Guidoval, 100

 O serviço é gratuito e funciona das 8h às 17h durante a semana e das 9h às 16h aos sábados, domingos e feriados. PEV: http://www.sjc.sp.gov.br/semea/pev.asp

 

CenterVale Shopping traz exposição da Urbam e exibe o Museu do Lixo 20/08/2010

Sistema de Gestão Ambiental

Texto: Assessoria de Imprensa do CenterVale Shopping

  O CenterVale Shopping, em parceria com a Urbam traz a exposição “São José Recicla”, de 23 a 29 de agosto, na Praça de Eventos. Serão montadas quatro ilhas onde serão demonstrados os processos da coleta seletiva e da reciclagem.

 O CenterVale que desenvolve várias ações ambientais vê nesta exposição a oportunidade de conscientizar a população sobre um assunto tão importante que é a reciclagem de materiais. No shopping de janeiro a agosto deste ano, a média de resíduos coletados foram:

Papelão – 27.166 kg/mês; Plástico-3.852 kg/mês; Madeira– 1.557 kg/mês; Alumínio -327 kg/mês; Sucata 897 kg/mês; Vidro -1.259 kg/mês e Orgânico– 46.705 kg/mês.

 Nesta exposição a Urbam vai alertar sobre a importância de separar os materiais recicláveis para a coleta seletiva. No espaço serão demonstrados por meio de fotos, de materiais, de objetos curiosos e de valor do Museu do Lixo e de panfletos, o processo de separação e da coleta, a triagem dos materiais, o aterro sanitário e a Estação de Biogás (onde o gás metano é captado e eliminado, deixando de poluir a atmosfera).

 Durante a exposição, será lançado o Professor Recicla, – desenho de um personagem baseado no Sr. Rubens Dalprat, – que trabalha há 27 anos na Urbam. O Sr. Rubens coordena o Projeto Lixo Tour, onde realiza palestras e acompanha os alunos e demais visitantes nas visitas à Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos.

Neste ano de 2010 a URBAM comemora 20 anos da coleta seletiva de lixo em São José dos Campos. Durante todos estes anos, o programa de coleta seletiva funciona continuamente, sem interrupções.

 A campanha de conscientização está sendo realizada por segmentos: a escola recicla, o comércio recicla, a indústria recicla, a empresa recicla, o órgão público recicla e a cidade recicla. Todos aqueles que se integrarem ao programa separando o lixo corretamente, receberão o selo de qualidade: “Nós participamos e São José Recicla”.

 Além da exposição, está sendo realizada ação educativa junto aos lojistas do CenterVale Shopping para que todos os estabelecimentos se integrem à campanha e recebam o selo  verde do programa.Os lojistas estão sendo incentivados a reciclar materiais dentro das lojas e também de divulgar o programa da Urbam para os clientes deles.

Saiba Mais: A Reciclagem em São José dos Campos

São José dos Campos foi uma das primeiras cidades no país a implantar a coleta seletiva, em 1990. O programa hoje atinge 95% da população. O volume de materiais recolhidos vem aumentando ano a ano. Em 2007, a média era de 21 toneladas/dia. Em 2009,passou para 37 toneladas/dia. Este ano, até o momento, 50 toneladas/dia.

CenterVale Shopping: Av. Deputado Benedito Matarazzo, 9403, Jd. Oswaldo Cruz

Horário de funcionamento: Segunda a sábado – 10 às 22h

Domingo – Alimentação e Lazer 12 às 21h e Lojas 13 às 20h

www.centervale.com.br    

www.urbam.com.br

 

Você recolhe o seu lixinho? 16/08/2010

 Ontem fui assistir a um jogo de basquete, na saída peguei meu copo para levar até a lixeira mais próxima e notei que as outras pessoas costumam deixar seus lixinhos para trás. Fazem isso porque após o jogo alguém irá limpar o ginásio…

 Provavelmente o ginásio será limpo, sim, mas será que isto justifica deixar para trás resíduos do seu consumo?! É como jogar lixo na rua com a desculpa de gerar emprego para os garis. Outra situação parecida acontece nas praças de alimentação, a maioria das pessoas ao se  levantar da mesa, não leva sua bandeja até a lixeira.

 Para mim, os funcionários estão lá para garantir a limpeza das mesas, do chão e separar os resíduos, mas não exatamente para carregar os restos do nosso consumo. Ou será que estou enganada?

 Eu acredito que cada um de nós é responsável pelos resíduos gerados pelo próprio consumo. E você, já havia pensado nisso? Concorda ou discorda de mim? Dê a sua opinião, comente!

 Só para constar, os garis sempre terão emprego, mesmo em municípios onde nenhum cidadão jogue seu lixo nas vias públicas, isso porque eles são responsáveis pelas seguintes tarefas:

  • Varrição das sarjetas e guias das vias públicas;
  • Capina do mato nas guias e sarjetas;
  • Varrição e lavagem das feiras livres;
  • Varrição dos pontos de ônibus;
  • Recolhimento do lixo das lixeiras espalhadas pela cidade;
  • Raspagam para remoção de terra acumulada nas vias públicas.

 A lista de responsabilidades dos garis, que aqui em São José são chamados de agentes ambientais, foi tirada do site da URBAM: www.urbam.com.br

 

Chuveiro elétrico – vilão ou mocinho? 13/07/2010

  Matéria publicada no Jornal do Consumidor, o informativo semanal da Prefeitura de São José dos Campos n°771 de 04 a 10 de Julho de 2010, sobre o chuveiro elétrico.

 De acordo com a pesquisa do Centro Internacional  de Referência em Reuso da Água (Cirra) e da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP)  o chuveiro elétrico, considerado o grande vilão do banho nosso de cada dia, ainda é o mais econômico quando o assunto é consumo de água, em comparação com as demais opções oferecidas pelo mercado: o solar, à gas e o boiler elétrico.

 O Jornal do Consumidor possui uma versão eletrônica, para ler a matéria na íntegra e em boa qualidade acesse:

 http://www.sjc.sp.gov.br/governo/jconsumidor/downloads/JConsu_771.pdf

 Destaquei a tabela comparativa entre os diferentes tipos de aquecimento da água para um banho de oito minutos:

 

I have a dream… 01/07/2010

 Ontem, no seminário que rolou no SESC, um questionamento se repetiu entre os palestrantes ao longo do dia: Onde está nossa capacidade de sonhar? O que aconteceu com aquela certeza (utópica) que tínhamos quando crianças de que iríamos mudar o mundo?

 Ela se perdeu na “normalidade” da vida; na aceitação de que somos todos insignificantes; impotentes; de que se tentarmos, falharemos e seremos alvos de “chacota”; na nossa indiferença política…

 Olhando de perto, com cuidado e atenção, talvez o sonho ainda esteja  dentro do peito. Percebe-se, então, que o que perdemos não foi a capacidade de sonhar, foi a capacidade de acreditar na força de sua realização.

 Assim como Martin Luther King, também tenho um sonho e através deste blog, tenho a oportunidade diária de realizá-lo ao propor reflexões sobre o impacto que as pequenas mudanças de atitude tem sobre nosso futuro. Nosso futuro enquanto humanidade. Escolhi o blog como ferramenta para fazer parte desta corrente em prol da sustentabilidade da vida neste “pequeno” e maravilhoso planeta chamado Terra, pois a cada palavra escrita e a cada palavra lida forma-se um elo.

 Não entre o interlocutor e eu, mas entre a transformadora possibilidade de um mundo melhor e aquele que tem o potencial de tornar real essa possibilidade. Já que muitos sonham com pessoas melhores vivendo em um mundo melhor, mas, por terem perdido a habilidade de acreditar, sentem-se solitários e desmotivados.

 Tem quem admire minha paciência de escrever sem saber se alguém irá ler; há aqueles que não compreendem o propósito da minha dedicação e insistência (ingênua ou prepotente?!) de acreditar que alguém vá mudar um hábito de consumo porque leu aqui.

 A resposta para essas dúvidas é a mais simples possível: faço porque acredito que somos nós os únicos responsáveis pela nossa realidade e por isso mesmo, somente nós somos capazes de mudá-la.

 Os que lêem o blog também se tornam elos da corrente e ao perceberem que não se encontram mais sozinhos, sentem-se inerentes a ela. Mesmo que a mudança seja pouco perceptível, um dia ela acontece. Pode ser na recusa por sacola plástica ou no envio de uma embalagem para a reciclagem ou na assinatura de petição contra as mudanças no Código Florestal Brasileiro ou através do exercício da cidadania…

 O texto de hoje foi inspirado nas apresentações do seminário “Homem, cidades e a sustentabilidade possível”. Parabéns ao SESC pela organização e uma salva de palmas aos palestrantes. Obrigada pelas palavras:

Paula Santoro – Instituto Pólis – http://www.polis.org.br/

Pedro Jacobi – USP – http://www.teia.fe.usp.br/

Ana Paula Navarro – Apecatu e Palas Athena – http://www.apecatu.com.br e http://www.palasathena.org

Mara Novello Gerbelli e Nilton Almeida Silva – Instituto Pandavas – http://www.institutopandavas.org.br/

Acesse o link para saber mais sobre a proposta do seminário, caso não tenha lido o post de ontem: http://migre.me/TtzO

Rumo ao Hexa!

 

 

“Homem, cidades e a sustentabilidade possível” 30/06/2010

 Acontece hoje no SESC São José dos Campos o Seminário “Homem, cidades e a sustentabilidade possível” com o objetivo de oferecer um conjunto de reflexões a respeito dos conceitos de sustentabilidade nas metrópoles.

 Após dezoito anos da Conferência das Nações Unidas sobre o meio ambiente, onde chefes de Estado de todo o mundo e representantes da sociedade civil organizada discutiram metas a serem cumpridas numa agenda para o século 21, com a determinação de ações e mudanças de comportamento voltadas à criação de um novo padrão de desenvolvimento capaz de conciliar a eficiência econômica à igualdade e justiça social e à conservação ambiental, questionamo-nos: é possível?

 É possível alterarmos o padrão de consumo das grandes metrópoles? É possível a discussão e a implementação de sistemas comerciais mais justos, onde não só a distribuição monetária seja mais equânime entre os atores e setores da cadeia produtiva mas também haja menor dispêndio de energia para o transporte dos produtos de primeira necessidade – como alimentos e água potável – por exemplo?

 Poderíamos nos deslocar de forma menos poluente? Poderíamos imaginar as cidades como um grande sistema vivo, capaz de produzir a energia necessária para sua autonomia a partir da exploração energética do tratamento de efluentes e dos resíduos orgânicos?

 É possível imaginarmo-nos parte integrante deste grande organismo, com uma maior oferta à cultura, à educação e às práticas para uma autonomia política? Podemos viver de forma sustentável, sendo que hoje não há, no mundo inteiro, nenhum modelo referencial de metrópole ou centro urbano sustentável?

 É possível educarmos as gerações “do futuro” e formarmos cidadãos de forma mais integralizada e holística, como homens críticos, protagonistas e proponentes de mudanças profundas na maneira de se reconhecerem, reconhecerem o outro e o meio onde vivem?

 Esses são alguns questionamentos trazidos à luz da discussão no seminário “Homem, cidades e a sustentabilidade possível”. Profissionais de diferentes áreas do conhecimento conduzirão o diálogo que abordará esses temas tão presentes e urgentes em nosso cotidiano.

 PROGRAMAÇÃO

13h30 – Credenciamento

14h A possibilidade da sustentabilidade na metrópole
           Paula Santoro – Instituo Pólis

15h Políticas públicas de educação e meio ambiente: participação, cidadania e co-responsabilização
           Pedro Jacobi – USP

16h30 – Intervalo
 

17h – Redes de Convivência e Cooperação
           Ana Paula Navarro – Palas Athena

18h – Instituto Pandavas: experiências de uma pedagogia sustentável, holística e inclusiva
           Mara Novello Gerbelli e Nilton Almeida Silva – Instituto Pandavas

19h30 Encerramento

Confira o conteúdo das apresentações e o currículo dos palestrantes no site VNews: http://migre.me/TenN

Sesc: Av. Dr. Adhemar de Barros, 999 – Jd. São Dimas. Para mais informações: (12)3904-2000. Os valores das inscrições variam entre R$ 2,50 e R$ 10,00.

Rumo ao Hexa!