Sustentavel Mente

Porque nossas escolhas podem mudar o mundo!

21 de agosto! 18/08/2010

 O chamado Dia do Excesso ou Earth Overshoot Day é o dia em que todos os recursos naturais que a Terra é capaz de fornecer para o nosso consumo para o ano é esgotado.

 Segundo o cálculo divulgado pela ONG Global Footprint Network (GFN), a capacidade regenerativa da Terra se encerra no próximo sábado 21 de agosto…  Ou seja, a partir desta data teremos consumido nossa cota anul, explorado os recursos do planeta além daquilo que ele consegue produzir, ultrapassado o limite da sustentabilidade planetária.

  Todas as nossas atividades deixam um rastro no planeta e esse rastro não é estático e nem igual para todos os seres. Em relação a nós, seres humanos, os piores predadores dos recursos naturais, o tamanho da pegada depende principalmente do estilo de vida de cada individuo. Quanto maior o  consumo maior a pegada ecológica. Isso é certo. E se os gastos inaquedos são ruim para o bolso, imagine para o planeta.

 O orçamento ecológico é como todo orçamento anual, limitado e uma vez que esse limite é extrapolado em agosto, um grande problema é gerado: como cobrir as despesas até o fim  do ano?!

 Se houvesse outro planeta habitável e rico como o nosso, estaríamos nos mudando para lá este fim de semana, para que a Terra pudesse regenerar seus recursos, a fim de estar com toda a sua capacidade produtiva em 2011…

 Tal planeta não existe e não podemos, simplesmente, parar de consumir, então vamos continuar por aqui (enquanto for possível), vivendo nossas vidas e explorando nossa Mãe Terra até sua exaustão, consumindo mais de um planeta por ano, como já fazemos há muito tempo?

 Ou iremos escolher outro futuro? Um futuro sustentável em que o consumo humano respeite os limites do planeta? Eu opto pela segunda opção e a diminuição do consumo é o caminho!

Pense nisso!

 Calcule a sua pegada ecológica e saiba quantos planetas seu estilo de vida consome: http://www.pegadaecologica.org.br/

Este texto foi inspirado na matéria publicada ontem no site Ciclo Vivo, acesse o link para saber mais: http://migre.me/15FcR

 

Não às mudanças no nosso Código Florestal! 06/07/2010

A votação das mudanças do Código Florestal Brasileiro está acontecendo neste momento em Brasília. Precisamos prestar muita atenção em quem está apoiando essas alterações, que tem influência direta sobre o futuro das nossas florestas! Os deputados que querem proteger quem desmata foram colocados neste posto através do NOSSO VOTO! ATENÇÃO: seu voto é uma arma poderosa contra os desmandos em Brasília…

Para acompanhar a sessão ao vivo, acesse o link: http://migre.me/UHIL

Para saber mais sobre esse absurdo sugiro:

Comentário de Ségio Abranches para a Rádio CBN: http://migre.me/UI05

Blog do Greenpeace: http://migre.me/UHZo

Notícias da WWF: http://migre.me/UHYJ

AVAAZ: http://migre.me/UI2e

Salvem nossas florestas!!!

 

CARNE LEGAL 28/06/2010

A Campanha do Ministério Público Federal, por uma pecuária mais justa e sustentável no Brasil já começou, o selo de certificação e rastreabilidade da carne já é realidade.

Quer evitar que o bife que você consome derrube as nossas florestas? Na hora da compra opte por carnes de origem certificada, de fazendas cujos pastos não ficam em áreas de proteção ambiental e não há trabalho escravo…

 Escolha também um dia da semana para não consumir carne, como uma maneira de protestar contra o desmatamento ilegal para aumento de áreas de pasto.

 

 Posts deste blog sobre as campanhas por um pecuária brasileira mais sustentável:

 

A Polêmica dos Transgênicos II 17/06/2010

 O enfoque do segundo programa especial sobre transgênicos, do Cidades e Soluções, da Globo News, está nos bastidores da comissão que regula a aprovação dos transgênicos no Brasil e na questão da rotulagem, que raramente respeita a lei que estabelece a obrigatoriedade do símbolo, com o objetivo de informar o consumidor que o produto é derivado de transgênicos.

 Conforme prometido no post do dia 14/06/10, aqui está o link para assistir ao programa na íntegra: http://migre.me/PEF6

 Atenção consumidores: Conhecimento é Poder! E há projetos tramitando para votação, precisamos ficar de olho!

 

Rumo ao Hexa!

 

Corredor Ecológico 09/06/2010

 Ontem foi lançado, em Guaratinguetá, pela ACEVP (Associação Corredor Ecológico do Vale do Paraíba), o Projeto Corredor Ecológico do Vale do Paraíba.

 A meta é recuperar, até 2020, 150 mil hectares de Mata Atlântica entre as Serras da Mantiqueira e do Mar, promovendo a conectividade das áreas naturais, o reflorestamento de áreas degradadas, a recuperação e proteção das nascentes, a dispersão das espécies e a conservação da biodiversidade.

 Os Corredores Ecológicos buscam conciliar a atividade produtiva com a preservação do meio ambiente. O projeto é uma parceria entre os diversos setores da sociedade.

 Para compreender o Projeto Corredor Ecológico sugiro que você acesse o site oficial do projeto: brwww.corredordovale.org.

 Confira as fotos do lançameto no Flicker: http://migre.me/Nyjx

 O Projeto Corredor Ecológico na mídia:

 Atualização em 11/06/10:

 

Saco é um saco até na Africa do Sul! 07/06/2010

Filed under: Copa,degradação,economia,mudanças,saco é um saco — Daniela Oliveira @ 6:15 pm
Tags: , ,

 Já que estamos em semana de Copa eu pergunto: ir ao mercado na Africa do Sul é ecologicamente correto?! Bom, quem responde é a jornalista, ciclista e apresentadora do “Aventuras com Renata Falzoni” da ESPN Brasil, Renata Falzoni. Ela e a equipe foram às compras e descobriram que lá as sacolas plásticas são cobradas para desestimular o uso! Tá na hora dessa idéia pegar por aqui!

 

Para ler o blog da Falzoni: http://migre.me/MxeA

Para seguir a Falzoni no Twitter: @rfalzoni

 

Semana do meio ambiente/dia mundial sem tabaco/ativismo on line! 31/05/2010

 O post de hoje traz links para você conferir os pricipais assuntos do dia:

 Ontem teve ínicio a programação da Semana do Meio Ambiente em São José dos Campos. O evento da Secretaria do Meio Ambiente vai até o dia 02 de junho com palestras, oficinas, teatro e muito mais! As atividades acontecem no Parque da Cidade. Já o Seminário “Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares” será hoje, a partir das 18h na Câmara Municipal. Você encontra mais informações aqui http://migre.me/Kz6s ou pelo telefone (12) 3909-4512.

 Hoje é comemorado o Dia Mundial Sem Tabaco com diversos eventos acontecendo no Brasil: http://migre.me/Kzg

E amanhã a bancada ruralista vai ‘”atacar” o Código Florestal Barsileiro! Mas ainda há tempo de você fazer alguma coisa: assine a petição contra as mudanças do Código e influencie (pelo menos) os deputados indecisos. Nossas florestas precisam da ajuda de todos! Para assinar e saber mais sobre o assunto clique aqui http://migre.me/Kzg0 Seja um ativista on line: assine e divulgue a petição para seus contatos!

 

Pilhas e baterias – Onde descartar? 28/05/2010

 Nunca no lixo! Por conter elementos tóxicos que causam danos a saúde e ao meio ambiente, estes resíduos devem ser descartados adequadamente e enviados para a  reciclagem.

 Infelizmente no Brasil, a legislação permite que pilhas e baterias de uso doméstico, cujos níveis de cádmio, mercúrio e chumbo estiverem dentro dos limites estabelecidos pela Resolução CONAMA 257-99, sejam descartadas no lixo doméstico. Sendo assim, o descarte deste material é de responsabilidade de cada consumidor, pois NENHUM fabricante se responsabiliza pelos resíduos de seus produtos neste nosso país.

 Por isso, faça a sua parte: encaminhe as pilhas e baterias para a reciclagem! Não sabe onde descartar as pilhas e baterias usadas? Então, este post é para você!

 Em São José dos Campos, os Postos de Coleta Voluntária da Prefeitura Municipal, mais conhecidos como PEV’s, recebem esses e outros resíduos e a URBAM os encaminha para a reciclagem.

 Como os PEV’s recolhem outros tipos de material, o volume exato de pilhas e baterias não é estimado, mas cerca de 6 toneladas por mês de lixo eletrônico domiciliar são recolhidas na cidade, o que inclui: TV’s, computadores, aparelhos de som, pilhas, baterias, entre outros.

 Existem 04 PEV’s em funcionamento desde setembro de 2009:

  • Campo dos Alemães – Avenida dos Evangélicos, 601 (defronte ao Parque Senhorinha)
  • Galo Branco (Eugênio de Melo) – Avenida Benedito Luiz de Medeiros, 801 (atrás da escola estadual)
  • Parque Interlagos – Rua Ubirajara Raimundo de Souza, 21 (saída sentido Campo dos Alemães)
  • Conjunto 31 de Março – Rua Guidoval, 100

 O serviço é gratuito e funciona das 8h às 17h durante a semana e das 9h às 16h aos sábados, domingos e feriados.

 Além dos PEV’s, a URBAM também disponibiliza conteineres na cor laranja para o recolhimento de pilhas e baterias em vários pontos da cidade: no Paço Municipal, Câmara Municipal, na Sede da Urbam, no I Batalhão da Polícia Militar (Jardim Osvaldo Cruz), na Subprefeitura de Eugênio de Melo e nos Parques: Santos Dumont, Vicentina Aranha e Parque da Cidade.

 De acordo com a assessoria de imprensa da URBAM: “O objetivo da instalação dos contêineres é ampliar ainda mais o atendimento, facilitando a vida do joseense e oferecendo a oportunidade de dar uma destinação correta ao lixo que possui substância tóxica.”

  O CenterVale Shopping também possui pontos de coleta de pilhas e baterias ao lado dos banheiros. A coleta e o envio deste material para a reciclagem é parte do Sistema de Gestão Ambiental do shopping, que arca com as despesas de transporte e do serviço prestado pela empresa que recicla o material. Embora o custo do processo seja alto, o shopping investe nesse programa por acreditar que resíduos tóxicos não devem ir parar nos aterros e lixões.

 

 Parabéns a Prefeitura Municipal de São José dos Campos, a URBAM e ao CenterVale Shopping por suas iniciativas!

 Conhece outros locais para entregar pilhas e baterias?

 Compartilhe com a gente!

PEV: http://www.sjc.sp.gov.br/semea/pev.asp

URBAM: www.urbam.com.br

CenterVale Shopping: http://www.centervale.com.br/

Recicladora de pilhas e baterias: http://suzaquim.com.br/Processo.htm

Resolução CONAMA 257-99: http://www.lei.adv.br/257-99.htm

 

Dia da Mata Atlântica 27/05/2010

 Hoje é celebrado o Dia da Mata Atlântica, mas será que temos o que comemorar?! Como disse o Sérgio Abranches, para a Rádio CBN, “podemos comemorar que ela ainda não foi totalmente extinta!”.

 Concordo com ele, em fevereiro estive em Ubatuba para registrar a festa do Projeto Tamar e a serra do mar estava esplêndida com suas sibipirunas, quaresmeiras e manacás em flores dando o tom da paisagem: amarelo, roxo, rosa e branco em contraste com o verde exuberante da folhagem e azul do céu! Lindo demais! Isso sem mencionar a beleza e a cantoria dos pássaros!

 Gosto de descer a serra sem música e com os vidros abertos para curtir o cheiro e os sons da mata! Há alguns anos vi uma onça parda atravessando a pista na região do Parque Estadual da Serra do Mar, em São Luiz do Paraitinga, foi uma cena impressionante e inesquecível!!! Para a sorte da onça, não havia outro veículo na estrada e ela pôde fazer sua travessia… Pelo menos daquela vez… (Essa cena se repetiu em janeiro, com uma onça preta atravessando uma estradinha no Cerrado!)

 Mas, atenção, nem tudo são flores… Se o desmatamento não parar, em pouco tempo todas essas maravilhas que citei serão coisa do passado, porque segundo o “Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica” os números são assustadores!

 Como acredito que conhecimento é poder, conheça o que de fato está acontecendo com a nossa floresta:

  Será que as próximas gerações terão a chance de conhecer e conviver com as riquezas da Mata Atlântica?

 

Relatório do Inpe vira ‘arma’ contra extração de areia 26/05/2010

Reportagem de FLÁVIA MARREIRA – São José Dos Campos – Jornal O Vale

 Um relatório apresentado ontem pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e pelo Ministério Público – que identificou 287 cavas de areia no Vale do Paraíba, mas nenhuma com recuperação ambiental – será utilizado pelos ambientalistas como arma contra a autorização da mineração em São José dos Campos.

 Às 14h de hoje, eles se reunirão com a Comissão de Planejamento da Câmara, liderada pelo vereador Cristiano Pinto Ferreira (PSDB), para mostrar os impactos ambientais gerados pelas cavas de areia. Ontem, membros do Comam (Conselho Municipal do Meio Ambiente) tiveram conhecimento do relatório em uma reunião no instituto. “Vamos compilar esses dados e apresentá-los à comissão dos vereadores. Vamos também protocolar pedido para fazer uma reunião com todos os vereadores sobre o assunto”, disse Lincoln Delgado, membro do Comam e do grupo Consciência Ecológica. Ele afirmou também que a mesma apresentação de ontem será feita aos parlamentares, no dia 1º de junho, pelo Inpe e pelo Ministério Público.

Discussão

 A proposta de retomada de extração de areia em São José – proibida desde 1994 – foi enviada à Câmara pelo setor da construção civil e pelo Sindareia (Sindicato das Indústrias de Extração de Areia no Estado de São Paulo). Eles afirmam que São José é a maior consumidora de areia no Vale e que a construção civil precisa ser abastecida. Desde então, ambientalistas  montaram uma frente contra o empreendimento, por causar degradação ambiental.

Dados

 De acordo com o relatório do Inpe, com dados de 2009, existem 287 cavas de areia na região. Delas, 85 estão em atividade e 42 funcionam parcial ou integralmente fora da zona de mineração. Além disso, nenhuma das 287 cavas tiveram recuperação ambiental, segundo o MP.

 “Se eles não cumpriram a legislação, não recuperaram em todo o Vale do Paraíba, como vai autorizar em São José?”, questionou o suplente do Comam e membro do Fórum Permanente em Defesa da Vida, Vicente Cioffi.

 Os ambientalistas afirmaram ainda que vão protocolar o problema no MP para que as autoridades cobrem a recuperação ambiental da mineração nas outras cidades da região.

Fonte: http://migre.me/IktX