Sustentavel Mente

Porque nossas escolhas podem mudar o mundo!

10 centavos por sacolinha?! 04/11/2010

É isso mesmo o que você leu, está tramitando na Câmara de Vereadores de Curitiba um projeto de lei que proíbe a distribuição gratuita das sacolinhas plásticas nos estabelecimentos comerciais. O objetivo principal é reduzir o volume de lixo deste material nos aterros do municipio, além de conscientizar e incentivar o uso de embalagens retornáveis.

Eu concordo que a melhor maneira de incentivar a diminuição dos sacos plásticos é através do bolso do consumidor e que mais cedo ou mais tarde esta tendência será parte do nosso cotidiano, como já o é em vários países do mundo.

Mas, R$ 0,10 é demais até para mim, ferrenha defensora da ecobag! No exterior a cobrança se inicia em 3 centavos ou 5, que é o valor de desconto que algumas redes do varejo brasileiro oferecem aos consumidores que optam por não carregar suas compras em sacolas plásticas . Qual foi o critério usado para definir o valor mínimo a ser cobrado em R$ 0,10? Outro ponto que não está claro é: para onde vai o dinheiro arrecadado com a venda das sacolinhas…

E você é contra ou a favor de pagar pelas sacolinhas plásticas no supermercado?!

Eu evito levá-las para casa a todo custo, então atualmente sou beneficiada pelo desconto; a cobrança não fará muita diferença para mim, pois não as utilizo mesmo…

Mais posts sobre sacolinhas plásticas na Sustentaveltag sacolas plásticas”

Leia mais sobre a cobrança em Curitiba no site Bem Paraná: http://migre.me/1YEZG

Minhas ecobags!

 

Notícia Boa! 07/10/2010

Uma pesquisa revelou que o uso de sacolas plásticas no Brasil caiu 20% em três anos, de acordo com reportagem exibida no Jornal Nacional do dia 05/10/10.

Essa mudança de hábito se deu em nome da proteção ao meio ambiente. Afinal, os danos que as sacolas podem causar aos animais marinhos e até a nós mesmos, como as enchentes por entupimento dos bueiros está cada vez mais evidente para a população através das campanhas de conscientização sobre o uso exagerado e inconsequente deste produto. (Campanha da qual este blog e esta blogueira que vos escreve faz parte!)

Apesar desse avanço, as sacolas plásticas ainda são as embalagens preferidas de 71% das donas de casa, pois servem para acondicionar o lixo doméstico.

Eu prefiro recusar as sacolinhas e carregar minhas compras em caixas e ecobags. Quanto ao descarte do lixo, eu utilizo as caixas que vem do supermercado, sacos feitos de jornal e até mesmo sacos de papel.

 Mas é possível também reaproveitar as embalagens dos próprios produtos, como sugere a blogueira Denise Rangel, em seu post Embalagens devem ir para o lixo?http://migre.me/1vqeK – lá você também encontra o link para aprender a fazer o saco de origami de jornal. Outro post da Denise que vale a pena ler é O que você faz com seu lixo –  http://migre.me/1vpIA – pois traz várias idéias para transformar os resíduos que geralmente são considerados lixo, em utilidades para casa, incentivando a reutilização.

Aliás, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, aprovada em agosto deste ano, os princípios da gestão do “lixo” são, nesta ordem:

  • Não geração
  • Redução
  • Reutilização
  • Reciclagem
  • Tratamento
  • Disposição Ambiental Adequada – Aterro sanitário

Para conhecer a Lei 12305, que traça os novos caminhos dos resíduos no Brasil, acesse: http://migre.me/1vqgt

Blog Sturm and Drung! de Denise Rangel: http://drang.com.br/blog/

Para ler a notícia do Jornal Nacional: http://migre.me/1vqhf

Para ler outros posts deste blog sobre o assunto clique nas Sustentaveltags: sacolas plásticas no quadro ao lado do post…

 

Atenção ao descarte – até no banheiro! 13/09/2010

 Evite jogar no lixinho do banheiro as embalagens dos produtos que geralmente usamos no banheiro –algo que fazemos automaticamente!

 Lembre-se de que estas também devem ser encaminhadas para a reciclagem, afinal são feitas de material reciclável!

 A melhor maneira de garantir a destinação correta destes resíduos é ter duas lixeiras nos banheiros, sendo uma para lixo comum e outra para os recicláveis!

 Parabéns ao Paulão que tomou esta iniciativa há meses atrás!

 

Descarte de lâmpadas 24/08/2010

 Ao falar sobre lixo, uma das perguntas que eu mais ouço é: – Como e onde descartar as lâmpadas?

E ao responder que aqui em São José dos Campos existem os PEV’s – Postos de Entrega Voluntária, vem o seguinte comentário: – Mas eles ficam muito longe; não tem um lugar mais central?

 Até a semana passada eu respondia que infelizmente não, mas que poderiam deixar as lâmpadas comigo e eu me encarregaria do descarte.

 E assim, durante um tempo fui coletando lâmpadas. Apesar da minha boa vontade, eu ainda não havia tido tempo de ir ao PEV mais próximo fazer a entrega. E os PEV’s recebem uma quantidade limitada de cada material por habitante, para caracterizar como descarte doméstico. Meu limite já estava ultrapassado e teria que fazer mais de uma viagem até lá.

Qual não foi minha alegria ao descobrir, por acaso, que a Leroy Merlin recolhe este tipo de resíduo! Finalmente, um lugar de fácil acesso para os meus queridos amigos-leitores do blog e todas as pessoas conscientes que desejam fazer sua parte para a preservar este lindo planeta, descartando corretamente as lâmpadas consumidas! Além de vidro, plástico e papel. Acho importante destacar que o ponto de coleta fica no estacionamento, ao lado da entrada da loja, não é preciso consumir produtos, nem entrar no estabelecimento.

 A loja da Leroy Merlin está localizada na Av. Andrômeda, 100 – Jardim Satélite – São José dos Campos. Em frente ao Vale Sul Shopping e ao lado da Rodovia Presidente Dutra – sentido Rio de Janeiro. Confira o mapa aqui http://migre.me/174kR

 A rede tem um programa de sustentabilidade “Construir e Sustentar”, para implementar ações de responsabilidade ambiental e social, faz ações beneficientes, oferece eco produtos em suas lojas e conta com a primeira loja de varejo brasileira a receber a certificação AQUA (Alta Qualidade Ambiental): a loja de Niterói. Saiba mais: www.leroymerlin.com.br

PEV’sPostos de Entrega Voluntária da Prefeitura Municipal de São José dos Campos:

  • Campo dos Alemães – Avenida dos Evangélicos, 601 (defronte ao Parque Senhorinha)
  • Galo Branco (Eugênio de Melo) – Avenida Benedito Luiz de Medeiros, 801 (atrás da escola estadual)
  • Parque Interlagos – Rua Ubirajara Raimundo de Souza, 21 (saída sentido Campo dos Alemães)
  • Conjunto 31 de Março – Rua Guidoval, 100

 O serviço é gratuito e funciona das 8h às 17h durante a semana e das 9h às 16h aos sábados, domingos e feriados. PEV: http://www.sjc.sp.gov.br/semea/pev.asp

 

Não dê bandeira… 16/06/2010

 No livro ‘1001 maneiras de Salvar o Planeta’, encontrei esta dica, que em tempos de Copa vem muito a calhar:

 Dica 817: “Bandeiroso – Se você defende uma causa a ponto de empunhar sua bandeira, trate de não prendê-la no carro. Um especialista em aerodinâmica calculou que duas bandeirolas presas a um carro criam atrito suficiente para queimar um litro extra de combustível por hora à velocidade de 110 quilômetros por hora.”

 Viu só o desperdício para o seu bolso e para o meio ambiente?

 Mas você não precisa excluir a bandeira da sua torcida, basta encontrar outros lugares para colocá-la: na janela de casa, no jardim, na mesa do trabalho, dentro do carro. Também é possível adicionar uma bandeira virtual em seus emails (é essa a idéia da bandeirinha ao final de cada post durante a Copa, aqui no blog).

  Optar por bandeiras de tecido ao invés das de plástico também é uma boa para quem quer torcer sustentavelmente pelo nosso amado Brasil! Elas duram mais e evitam o acúmulo de plástico nas ruas, nos rios, nos lixões…

 Já comprou sua bandeira de plástico? Tudo bem, não se sinta mal, guarde-a para as Olimpíadas, para a próxima Copa ou descarte-a corretamente, reutilizando ou enviando para reciclagem.

Livro: “1001 Maneiras de Salvar o Planeta – Idéias práticas para tornar o mundo melhor”, de Joanna Yarrow, Publifolha, 2007.

 

 

Errei meu palpite de ontem…  

 

Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares 01/06/2010

Ontem fui conferir o “Seminário de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares” promovido pela Secretaria do Meio Ambiente, que aconteceu na Câmara Municipal, em comemoração a Semana do Meio Ambiente, conforme divulgado aqui no blog.

 Você sabia que o esgotamento do Aterro Sanitário de São José dos Campos está previsto para daqui doze anos?! E que se nada for feito os resíduos do municipio  terão que ser transportados por até 80km (ida e volta) para aterros de outras cidades?! Segundo o Secretário do Meio Ambiente, André Miragaia que abriu o evento, essa preocupação foi o principal fator motivador para a realização deste seminário, com o objetivo de encontrar as melhores soluções para esta questão tão delicada.

 Um possível caminho pode ser a instalação de uma URE – Usina de Recuperação de Energia – que faz o tratamento dos resíduos municipais gerando energia! A Resolução SMA n° 79 de 14/11/09, que regulamenta as URE’s foi o foco da palestra sobre “Tratamento Térmico de Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares”, apresentada pela Engª Maria Cristina Poli, da CETESB.

 Já o Prof° Doutor Sabetai Calderoni, do NAIPPE-USP, autor do livro O$ Bilhõe$ Perdido$ no Lixo, em sua palestra “Tecnologias de Tratamento e Destinação de Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares” apresentou a reciclagem, a compostagem, o biodigestor, o gaseificador, entre outros, como alternativas viáveis, já que todas elas geram sub-produtos que podem ser vendidos no mercado, para a questão do lixo municipal. Ele ressaltou que o mercado da reciclagem ainda tem um potencial muito grande de crescimento no Brasil e que “produzir a partir de sucata é mais barato do que a partir da matéria-prima”.

 Na mesa redonda composta pelos palestrantes citados, por Alfredo Freitas – Presidente da URBAM e mediada pelo Secretário André Miragaia ficou claro que a melhor solução  para a cidade seria um mix de todas ou algumas das alternativas apresentadas. E que o engajamento da população é fundamental no processo! De nada adiantam os PEV’s, por exemplo, se as pessoas continuam jogando entulho em lugares indevidos!

 Ah, o descarte correto de medicamentos também foi assunto do debate, acho que teremos algumas novidades nesta questão já que o Secretário afirmou que “jogar na privada não é a solução”, ao contrário do que me foi informado alguns meses atrás pela própria prefeitura. Assim que houver uma definição sobre o assunto, informo aqui!

 E hoje participei da oficina de papel reciclado, assisti a peça “A História da Coisas” (adaptação do vídeo homonimo da Annie Leonards) no Parque da Cidade, as comemorações vão até amanhã com essas e outras atrações. Vale a pena conferir!

 As fotos você encontra no Flickr: http://migre.me/L1yE

 Link para a Resolução SMA n° 79/09 http://migre.me/L16M

 Link para entrevista do Prof° Calderoni a Heródoto Barbeiro para a Rádio CBN sobre coleta seletiva http://migre.me/L1cf

 Mais sobre a Semana do Meio Ambiente aqui http://migre.me/Kz6s

 Post sobre descarte de medicam entos de 22/02/10 http://migre.me/L1lr

 Vídeo “A História das Coisas” no blog em 08/06/09 http://migre.me/L1BL